30/07
2009



Um ateu morre e vai para o céu. Chegando lá é recepcionado por São Pedro:

- Hummm… (lendo o livro da vida pregressa do ateu)… infelizmente meu filho, você não pode adentrar no reino celestial. Você, desde jovem, declarou-se ateu. Até mesmo no leito de morte, você ficou firme no seu ateísmo. Lugar de ateu é no Inferno.

Resignado, o ateu desce às profundezas abissais em procura da entrada do Inferno. Lá chegando tem um choque. A entrada do Inferno parece-se com aqueles grandes cassinos de Las Vegas. Logo na entrada, lindas mulheres recepcionam o ateu.

Extremamente surpreso o ateu adentra no Inferno e é recebido por um homem elegantemente vestido com um terno branco e uma flor no bolso do paletó.

- Seja Bem-Vindo, meu grande amigo! (diz efusivamente) Eu sou Satanás, seu anfitrião por toda a eternidade e qualquer coisa que você queira é só pedir diretamente para mim ou para aquelas lindas mulheres.

(abaixando a voz) A ruiva de vestido preto vai te levar à loucura.

A imagem do inferno era fabulosa: uma longa pradaria onde o comum era a relva baixa e flores. Ao fundo uma pequena sequência de montanhas.

Percebia-se um pequeno rio à esquerda, onde o ateu reconheceu Nietzsche e Voltaire, com varas de pescar em uma mão e um copo de vinho na outra. Riam alto! À direita, num restaurante com uma enorme varanda, o ateu discerniu somente numa mesa Thomas Paine, Robert Ingersoll e Thomas Jefferson, este último acenando e apontando para um livro em sua mão. Era o último livro de Richard Dawkins.

Confuso, desnorteado, o ateu não consegue entender o que está acontecendo. Só ouve o Satanás ao seu lado, falando como se fossem dois grandes amigos tomando cerveja num barzinho. E ele não parava de falar:

- Meu amigo, aqui você poderá fazer tudo o que você sempre quis. Nada é proibido, desde que você obtenha prazer. (acenando para um homem que passava). Oi Giordano!

O homem retorna o cumprimento. O ateu curioso pergunta:
- Aquele era Giordano Bruno?
- Hã? Ahh… sim! Desculpe-me por não apresentá-lo, mas não se preocupe, pois irá conhece-lo nas noites de quinta-feira. Todas as quintas fazemos jogatina, após o jogo de futebol. O único que não joga é o Karl Marx.

De repente, interrompendo a conversa, o céu fica escuro com nuvens negras e ventos fortes, com descargas de relâmpagos e trovões que parecem anunciar o dia do Juízo Final.

O ateu vê que a pradaria, outrora linda, virou uma fossa abissal que expelia de suas entranhas, labaredas sulfurosas, como línguas demoníacas.

No meio do céu tempestuoso, um homem aparece, gritando loucamente e ardendo em chamas, caindo diretamente na fossa aberta no chão. Tão logo o homem é engolido pelas chamas, tudo volta ao que era antes. A pradaria, Nietzsche e Voltaire no rio e Satanás não parando de falar, como se nada tivesse acontecido.
Perplexo pelo o que viu e não se contendo em curiosidade perante a passividade de Satanás o ateu pergunta:
- Que porra foi isto?
Satanás responde:
- Era um evangélico. Eles preferem o Inferno desta maneira.

Fonte: Pavablog(sem link)

Blog Widget by LinkWithin
Be Sociable, Share!

13 Comentários até agora

Comente também
  1. Confesso que apesar de não ser ateu, achei isso genial.

  2. Vamos que ainda há tempo filho! =)

  3. Ri pracaraleo, favoritei e assinei o feed depois dessa :D

  4. filho vc é genial kkkkkkkkkkkkkk

  5. Excelente texto. Adorei… É, e se nós estivermos errados, até que ainda sim sairemos na vantagem. :D

  6. Putz, eu comecei a ler essa piada crente que o ateu iria se foder (é o que quase sempre acontece). Quando a piada terminou ao invés de achar graça senti foi alívio… ahuheua

    Guilherme Reis: não existe “ainda sim”, é “ainda assim”. Inclusive porque “ainda sim” não faz nenhum sentido.

  7. [...] 31/07/2009 O inferno dos ateus Posted by Cristiano Souza under Humor Leave a Comment  Fonte: Pavablog Via: Gtokai [...]

  8. ADOREI ;)

  9. Eh realmente o ateismo eh lindo
    =D

  10. [...] Fonte: GtOkAi [...]

  11. [...] Adaptação do original em Gtokai. [...]

  12. [...] http://gtokai.com/o-inferno-dos-ateus/ Publicado 22 horas atrás # [...]

  13. [...] no bulevoador que viu no Aventuras de Gtokai, que por sua vez viu [...]