23/07
2009



Estamos no ano 4000. A população não sabe direito como conseguiu chegar até aqui com tantas previsões erronias de desastres.

Muitas informações em meado do ano 2000 foram perdidas, o meio no qual os primatas armazenavam suas informações com um periférico rígido chamado HD não aguentou o tempo. Pouco se sabe porque foi adotado essas medidas tendo em vista que esses primatas sabiam que seus antepassados a 10 mil anos atrás usavam as pedras para armazenar suas informações e que poderiam ser preservados por mais anos.
Também temos informações a respeito de um método adotado pelos primatas entre os anos -10000 à 2400, algo chamado religião que em base, seria a crença que existisse uma espécie única que não possuísse matéria e nem propósito e que a mesma foi a responsável criadora de tudo que há. Tais crenças foram se perdendo ao longo do tempo até ser totalmente dilacerada com a confirmação do surgimento do universo.
Hoje tudo é diferente e nada se compara com a persepção futuristas dos humanos datados de 2000 a 2600. Com a criação Carpe Diem® chegamos a uma nova realidade. Todos os humanos aguardavam ansiosamente o término do projeto para que pudessem entrar neste novo mundo e embora alguns não aceitassem, ao ver o projeto concluído e seus benefícios, aceitaram de imediato.

A Carpe Diem, é uma empresa criada por gênios da tecnologia, conseguiram vetorizar o Planeta Terra dentro de um software, onde seriamos integrados neste simulador. Nosso corpo então é colocado numa solução conservadora onde é  adaptado 2 módulos no corpo  e então passamos a interagir com este outro mundo.
Foram precisos 13 anos até que todos fossem inseridos no programa, eu particulamente, não aguentava mais esperar e olha que esperei apenas 2 anos e 7 meses.

Dentro do Carpe Diem, há algumas regras:

1. Não poderá modificar a linha de destino de outro indivíduo sem a permissão;
2. Não poderá causar prejuízo para o simulador(ambiente);
3. Aceitar de imediato as atualizações propostas(individual/grupo);

Essas regras na verdade, não precisam ser seguidas, porque nós acabamos seguindo elas de forma involuntária através do sistema de proteção ao ambiente e plugins do Carpe Diem.

Algumas coisas interessantes que há aqui, é a quebra de muitas leis da física como a gravidade, uma vez que nosso novo ambiente é um simulador, podemos pedir autorização para vôo(levitação) ou a criação de matéria de acordo com nossa necessidade.

Dentro do ambiente, existe um hierarquia que deve ser seguida, são os Lords: responsáveis pela programação e herdeiros dos responsáveis, eles tem a autorização direta do software para fazer qualquer coisa e só precisa respeitar a lei nº1, Ministros: responsáveis pela promoção dos Militares, além de obedecer apenas as leis nº1 e nº2, podem criar atualizações e também tem os Militares: responsáveis para fornecer as atualizações além de autorizar as pessoas normais(civis) a criar matéria e usar do artifício de levitação.

Aqui dentro, também não sofremos desigualdade intelectual, através do Carpe Diem, todos usamos 100% de nossos cérebros, conseguirmos nos lembrar o que falamos a 52 mil segundos atrás e contar todos os grães de areia da praia ao passar o olho.

Dentro do Carpe Diem, não precisamos de carros, podemos simplesmente estar em lugar quando quisermos, basta não quebrarmos as regras.
Eu particulamento, acho que o Carpe Diem nada mais é do que uma atualização secundária de outro simulador como o Carpe Diem que já usavamos antes mas que devido as falhas, obrigaram os humanos a criar o Carpe Diem. Aqui não ocorre crimes, acidentes e doenças. A faixa etária de vida é de 175 anos devido a ótima preservação que nosso corpo se encontra fora do Carpe Diem onde recebe estímulos magnéticos certos para substituir as atividades físicas além das energias certas para que possamos viver tanto tempo.

Outro benefício que a Carpe Diem nos trás, é a manipulação do Planeta para que possamos viver sem a superpopulação. Eles estão estudando a possibilidade de vetorizar outro planeta que será votado pela população para que possamos habita-lo, eu irei votar em Jupiter, nunca estive lá, apenas em Marte, Urano e Saturno.

Bom, espero que esse texto possa um dia ser lido por alguém, estou o enviado através do servidor da Carpe Diem para um dispositivo não identificado protocolado apenas como “www”.

G2525-141888, no ano de 4018.

Blog Widget by LinkWithin
Be Sociable, Share!

10 Comentários até agora

Comente também
  1. Esqueceram de falar que no ano citado a população é semi-analfabeta, escreve mal, comunica-se de forma precária e trata a língua escrita com a delicadeza de um oligofrênico. Dicionários e gramáticas foram banidos, para que mentecaptos como o autor que cometeu esse texto pudessem se acreditar letrados.
    Caro ficcionista: aprenda os rudimentos da língua portuguesa e tente – apenas tente – não cometer tantos erros em frases de não mais de cinco palavras. Minha filha de 1 ano comete menos erros que você.
    Em outras palavras: você é burro, escreve mal e sua falta de imaginação – movida a jogos obscuros e bizarros – salta a olhos vistos. Recicle-se. Melhor, suicide-se e poupe a humanidade da herança de seus genes. Encerre sua estupidez em sua pessoa e não amaldiçoe seus descendentes com tamanha papalvice.

  2. Pff, não gostei não.

  3. nadave vc que inventou isso?

  4. eh bom ter tempo sobrando ne…

    parabens pelo blog, so nao curti o texto

  5. senão há crime, porque existem “militares”?

    fora isso, gostei do texto hehehehe, fantasioso, mas porque não? :)

    e o toma do blog ta show!

  6. Militares não servem apenas para combater o crime. ^^

  7. reinventando matrix…rsrs

  8. o Neo volta pro matrix meu fi!!!!!!! para de assistir esses filmes ferinha testo ridiculo!

  9. parabens parece que no ano 4000 as pessoas são mais sabias inteligentes e civilizadas.
    viva o futuro .

  10. Ruim, muito ruim :/